CVD Imoveis, Imobiliária, casas, apartamentos, terrenos à venda, aluguel temporada, aluguel anual, Jurerê, Jurerê Internacional, Florianópolis – SC
CRECI 4291J
+55 (48) 4104 2958
Informações Gerais
Quartos
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
Garagens
0
1
2
3
4
5
6
7
8
10
12
20
Banheiros
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
Código não encontrado
  • Campeche | Florianópolis

Campeche é um bairro e distrito do município brasileiro de Florianópolis, capital do estado de Santa Catarina. O distrito, antigamente chamado de Vila do Pontal, foi desmembrado da Lagoa da Conceição pela Lei nº 4.805/95 de 21 de dezembro de 1995. A área total do distrito é de 35,32 km².
Existem duas versões para o nome Campeche. A primeira, mais elegante, remete a um visitante ilustre e frequente da região, o escritor e aviador francês Antoine de Saint-Exupéry. Durante a década de 20, o correio aéreo francês Sociêté Latécoère instalou no Campeche um campo de pouso que era utilizado para o reabastecimento dos voos entre Paris e Buenos Aires. O comandante da rota, Saint-Exupéry, aproveitava para descansar e fez amizade com os moradores da região. A lenda que ficou é que o nome Campeche provém do apelido francês que o visitante deu ao lugar: Campo de Pesca, ou seja, Champ et Pêche.

No entanto, como a Ilha em frente à praia já tinha este nome desde o século anterior, historiadores afirmam que ele provém de um vegetal chamado pau-campeche (Hematoxylon campechianum) da família das Fabaceae utilizado como planta medicinal e para tinturaria de mesmo nome e que, a exemplo do pau-brasil, foi muito procurado no início da colonização.

De qualquer maneira, das aventuras de Saint-Exupéry restaram a fama do Campo de Pouso da Sociêté Latécoère, primeiro aeroporto internacional do sul do Brasil, e o nome da principal rua do balneário: a Avenida Pequeno Príncipe, homenagem à principal obra do escritor.

A Praia do Campeche atrai todos os verões grande número de banhistas, apesar de a concentração de banhistas estrangeiros (sobretudo argentinos) ainda predominar nas praias do norte da Ilha, como Canasvieiras. Por ser uma praia oceânica, seu mar possui muitas ondas fortes e água gelada, características de outras várias praias oceânicas de Florianópolis.
Ultimamente o Campeche tem se destacado por causa da explosão imobiliária, possuindo condomínios de luxo e \"points\", como o Point do Riozinho que atrai milhares de moradores e turistas todos os verões. O Campeche é um dos bairros mais atuantes na defesa do plano diretor que desde os anos 80 já era discutido, pois ele não tem estrutura para o crescimento desejado pela Prefeitura e construtoras, onde muitas vezes as construções são sobre APP (Área de Preservação Permanente) como dunas, restingas ou na encosta do morro do Lampião. Em 1 de outubro de 2011, a comunidade desmontou uma passarela sobre as dunas demonstrando o descontentamento sobre as autorizações dos órgãos que deveriam proteger a natureza. No bairro há mais de 20 entidades comunitárias atuantes que se unem para manter o Campeche preservado, evitando um crescimento desordenado como o que ocorre em outros cantos da Ilha.